Dia das Bruxas – origens e factos

In Entreternimento, Muito Interessante by Raquel PLeave a Comment

Até há alguns anos atrás, Portugal não tinha muito o hábito de celebrar o Dia das Bruxas, festival tradicionalmente anglo-saxónico. A celebração desta festividade limitava-se às visitas aos cemitérios no dia 1 de Novembro, Dia de Todos os Santos, e ao famoso “Pão por Deus” que as crianças pedem de porta em porta também no dia 1.

Porém, com a globalização, o Dia das Bruxas começou a ter alguma influência no nosso país, trazendo alguns festivais e celebrações de rua e até o próprio trick or treat (doces ou travessuras) no serão de dia 31.

Quais as origens deste costume?

As origens do Dia das Bruxas, em inglês Halloween, remontam a tempos muito longíquos. Os Celtas, povo que habitou as ilhas britânicas e o norte de França (e também Portugal, apesar de por pouco tempo) celebravam o início do ano a 1 de Novembro. Este dia marcava também o fim do verão e o princípio do frio e negro inverno. Acreditava-se que na noite de 31 de Outubro, conhecida por Samhain, os portões que separavam o mundo dos vivos e dos mortos se abriam, permitindo que os espíritos dos que já tinham partido voltassem à terra. Temendo que os espíritos destruíssem colheitas e provocassem outro tipo de danos, os Celtas deixavam doces, bolos e outro tipo de oferendas à porta das suas casas, para apaziguar os espíritos. Hoje em dia, o ritual celebra-se com o trick or treat, em que as crianças pedem doces (treat) ou, não os recebendo, pregam partidas (trick).

Origens do Dia das Bruxas

E os disfarces?

Com os espíritos à solta, era possível que os mais incautos fossem apanhados e arrastados do mundo dos vivos para o dos mortos – os portões estavam abertos! – por isso, para evitarem que tal acontecesse, os Celtas vestiam-se de fantasmas para se confundirem com os espíritos e escaparem a uma viagem ao mundo dos mortos. Só muito mais tarde os disfarces começaram a incluír roupas de bruxa, demónios, vampiros, múmias, entre outros.
Por outro lado, os Celtas também esculpiam caras grotescas em vegetais – originalmente nabos e mais tarde abóboras – que colocavam às janelas para manterem os espíritos afastados e protegerem as suas casas.

Escultura original de Halloween num nabo

Escultura original de Halloween num nabo no Museu da Vida Rural na Irlanda. Cortesia de https://en.wikipedia.org/wiki/Halloween

Os dias de hoje

Sendo uma tradição tão antiga, é natural que tenha sido alterada com o passar dos séculos. No séc. XVIII, o papa Gregório III declarou o dia 1 de Novembro como o dia de honrar os santos e os mártires, criando assim o Dia de Todos os Santos e incorporando algumas das tradições do Samhain, nomeadamente o pedido de guloseimas. O dia anterior passou a ser conhecido por All Hallow’s Eve (Véspera de Todas as Almas) ou Halloween.

Dois dos países que mais divulgaram o Dia das Bruxas foram o Canadá e os Estados Unidos, com a chegada dos imigrantes provenientes das ilhas britânicas, nomeadamente a Irlanda, país que, por nunca ter sido invadido pelos romanos, mais preservou a tradição celta e a implementou além mar.

Como mencionado acima, Portugal nunca teve a tradição de celebrar este dia, mas com a globalização dos últimos anos, esta data passou também a ser celebrada, principalmente pelas crianças e jovens. Por exemplo, em Montalegre, realizam-se algumas encenações especiais em que as pessoas saem à rua mascaradas de criaturas assustadoras.

Abobora

Sabia que…

– os Druídas e Sacerdotes celtas acreditavam que a noite de 31 de Outubro, precisamente por os portões do mundo dos vivos e dos mortes se abrirem, era mais fácil prever o futuro? Por esse motivo, acendiam fogueiras e ofereciam sacrifícios aos seus deuses, para tentarem prever como seria o ano seguinte.

– a abóbora esculpida é conhecida por Jack-O-Lantern? Reza a lenda que um homem chamado Jack viu ser-lhe negada a entrada quer no céu quer no inferno, por ser terrivelmente avarento, e foi condenado a deambular pela Terra com uma tocha, com a qual tenta desviar as pessoas do seu caminho.

– a seguir ao Natal, o Dia das Bruxas é considerada a festividade mais comercializada?

– se acreditava que os gatos pretos eram bruxas? Daí a sua perseguição na Idade Média, e superstição que ainda é sentida nos dias de hoje.

Os casinos do Grupo Fortune Lounge têem algumas fantásticas slots alusivas ao Dia das Bruxas. Immortal Romance talvez seja a mais conhecida, mas temos mais. Saiba quais as melhores slots para jogar esta noite.

Dia-das-Bruxas

Jogue já nos nossos casinos:

Casino Online Royal Vegas
Casino Online Platinum Play
Casino Online Euro Palace
Casino Online Casino La Vida
Casino Online Red Flush
Casino Online Vegas Palms

Leave a Comment